Gestão de Projetos e a Ferramenta Sales and Operations Planning (S&OP): Projeto de Implementação em um Ambiente de Baixa Previsibilidade

Cristiane Biazzin, Fernando Claro Tomaselli, Amanda Massini Da Costa Pena

Resumo


A ferramenta de planejamento de vendas e operações (S&OP) tem como objetivo a integração e compartilhamento de informações afim de equilibrar a demanda e processo de produção, sendo o principal desafio para sua implementação quando organizações estão imersas em um ambiente de baixa previsibilidade. O presente trabalho analisa um projeto de criação e implementação de um processo de S&OP em uma organização de varejo alimentar, com baixa previsibilidade e itens perecíveis e tem por objetivo principal, apresentar como a gestão de projetos, pode contribuir no sucesso da implementação da ferramenta de S&OP em uma organização com previsão de demanda pouco sofisticada e incerta, além de uma cultura organizacional frágil em relação ao estabelecimento de relacionamentos assertivos entre as áreas. A análise resultou na identificação de cinco fatores decisivos para a implementação da ferramenta de S&OP em um ambiente de baixa previsibilidade: tecnologia da informação, integração interfuncional, participação da alta gerência, o buy-in da operação e, por fim, a criação de uma nova área de S&OP na companhia.

Palavras-chave


S&OP; varejo; gestão de projetos; planejamento de vendas; planejamento de operações; previsão de demanda

Texto completo:

PDF

Referências


Affonso, R.; Marcotte, F.; Grabot, B. (2008) Sales and operations planning: the supply chain pillar. Production Planning and Control, v. 19, n. 2, p. 132-141.

Ariely, D. (2010) Good Decisions. Bad Outcomes. Harvard Business Review.

Arozo, R. (2006). Sales and operations planning: uma maneira simples de obter ganhos com a integração interna. Revista Tecnologística, p. 58-65

Baskerville, R. L. (1999). Investigating information systems with action research. Communications of the AIS, 2(3es), 4.

Biancolino, C. A., Kniess, C. T., Maccari, E. A., & Rabechini Jr., R. (2012). Protocolo para Elaboração de Relatos de Produção Técnica. Revista Gestão e Projetos, 3(2), 294-307. Disponível em http://www.revistagep.org/ojs/index.php/gep/article/view/121/297.

Bower, P. (2016). Executive Engagement and S&OP. The Journal of Business Forecasting, 35(2), 9.

Bradbury-Huang, H. (2010). What is good action research? Why the resurgent interest? Action Research, 8(1), 93-109.

Brydon-Miller, M., Kral, M., Maguire, P., Noffke, S., & Sabhlok, A. (2011). Jazz and the banyan tree. Handbook of qualitative research, 387-400.

Corrêa, H.L.; Gianesi, I.G.N.; Caon, M. (2007) Planejamento, programação e controle da Produção MRP II/ ERP: conceitos, uso e implantação. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Creswell, J. W., & Miller, D. L. (2000). Determining validity in qualitative inquiry. Theory into practice, 39(3), 124-130.

Davis, K. (2014). Different stakeholder groups and their perceptions of project success. International Journal of Project Management, 32(2), 189-201.

Ivert, L.; Jonsson, P. (2010) The potential benefits of advanced planning and scheduling systems in sales and operations planning. Industrial Management & Data Systems, v. 110, n. 5, p. 659-681.

Ivert, L. Kjellsdotter et al. (2015) Contingency between S & OP design and planning environment. International Journal of Physical Distribution & Logistics Management, v. 45, n. 8, p. 747-773.

Lapide, L. (2002). New developments in business forecasting. The Journal of Business Forecasting, v. 21, n. 2, p. 11, 2002.

Jaafari, A. (2001). Management of risks, uncertainties and opportunities on projects: time for a fundamental shift. International Journal of Project Management, 19(2), 89-101.

Malhotra, M. K., & Sharma, S. (2002). Spanning the continuum between marketing and operations. Journal of Operations Management, 20(3), 209-219.

Oliva, R., & Watson, N. (2011). Cross-functional alignment in supply chain planning: A case study of sales and operations planning. Journal of Operations Management, 29(5), 434-448.

Pedrosos, C.B.; Silva, A.L. Dynamic implementation of Sales and Operations Planning: main challenges. Gestão & Produção, v. 22, n. 3, p. 662-677, 2015.

Pinto, J. K. (2000). Understanding the role of politics in successful project management. International Journal of Project Management, 18(2), 85-91.

Thomé, A. M. T., Scavarda, L. F., Fernandez, N. S., & Scavarda, A. J. (2012). Sales and operations planning: A research synthesis. International Journal of Production Economics, 138(1), 1-13.

Tripp, D. (2005). Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e pesquisa, 31(3).

Tuomikangas, n.; Kaipia, R. A coordination framework for sales and operations planning (S&OP): Synthesis from the literature. International Journal of Production Economics, v.154, p. 243-262, 2014

Umble, M, e Umble, E. (2014). Overcoming resistance to change. Industrial Management, 56(1), 16-21.

Waddell, D., & Sohal, A. S. (1998). Resistance: a constructive tool for change management. Management decision, 36(8), 543-548.

Wang, X., & Huang, J. (2006). The relationships between key stakeholders’ project performance and project success: Perceptions of Chinese construction supervising engineers. International Journal of Project Management, 24(3), 253-260.




DOI: http://dx.doi.org/10.5585%2Fiptec.v5i2.117

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista InovaçãoProjetos e Tecnologias - IPTEC / e-ISSN:2318-9851

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.